Cisne Negro – O lado sombrio do balé

4 fev

Darren Aronofsky, diretor do filme “Cisne Negro”(Black Swan) afirma que o título “é uma metáfora para o processo detrutivo da arte.”

O filme foge de toda aquela linha esteriótipa que tem se usado para colocar o balé como local de romance. O foco é na arte por trás dos bastidores,e mostra um lado sombrio do balé.

A busca obsessiva da perfeição, transtornos alimentares causados pela busca de um corpo perfeito e o abuso sexual das bailarinas são temas retratados no filme.

Acredito que o filme foi denominado “Cisne Negro” por trazer na história uma montagem do clássico “O Lago dos Cisnes“, pois um dos personagens, a feiticeira Odile, representa a força, o poder de sedução, a manipulação e a inveja! E o balé por ser uma arte encantadora e delicada, envolve por trás muitas coisas que tornam a vida de um bailarino degradante.

Para saber mais sobre a explicação da história veja a matéria na íntegra >>AQUI<<

O filme teve sua estreia hoje no Brasil, aproveite e confira de perto o lado sombrio da arte do balé.

Por Rai Samara

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: