If I Die

22 maio

Todos vamos morrer um dia, é a lei natural da vida.

Que tal poder deixar um recado para as pessoas que ama, programado para passar quando o “seu dia” chegar?

Para isso, foi criado no Facebook um aplicativo chamado “If I Die” ( Se eu morrer).

O aplicativo é muito simples. Primeiro, você acessa e deixa a sua mensagem gravada em vídeo ou texto; Depois escolhe 3 fiéis amigos que irão alertar o aplicativo que você morreu; Então, o aplicativo publicará sua despedida no perfil! (Apenas depois que os 3 confirmarem sua morte)

Você pode gravar uma mensagem bonitinha, xingar ou se vingar, deixar um testamento, tocar uma marcha fúnebre com gaita de fole, sei lá! O que seu coração mandar.

É como ter um pouco de vida após a morte. (eu acho ¬¬’)

 Para promover o aplicativo os criadores selecionaram algumas pessoas na internet, e através de redes sociais, ferramentas de busca, descobriam a localização delas. Então ligavam para o local e pediam pra falar com a pessoa em questão. Uma das vítimas escolhidas foi Adam Ostrow, editor-chefe do site de tecnologia Mashable. Ele estava em um restaurante chamado Organic quando foi encontrado. Quando ele atendeu à ligação feita ao restaurante, uma voz macabra disse: “A morte pode encontrar você a qualquer hora, em qualquer lugar, até no Organic. Vá para o Ifidie.net antes que seja tarde”. Foram milhares de ligações desse tipo.

Bem inteligente a ação publicitária!

*Considerações Pessoais: Pra mim isso é coisa de doido! Mesmo sabendo que vai acontecer um dia, quem é que fica pensando em morrer? Eu heim, cada maluco! (assistam meu vídeo qualquer dia) *


Então acesse If I Die e deixe sua última mensagem para seus entes queridos(ou não, neah!).

Veja o vídeo de apresentação, e da campanha com a ligação feita para Adam Ostrow (ambos estão em inglês):

Por Rai Samara

Vi no: Época – Bombou na Web

Escritores da Liberdade

29 mar

“Se fosse por mim eu nem aparecia na escola, meu oficial de condicional me ameaçou dizendo que era a escola ou o reformatório, babaca, ele acha que os problemas que rolam em Long Beach, não vão me afetar em Winston. O infeliz não entende que as escolas são como as cidades, e a cidade como uma prisão, todas elas divididas em seções separadas dependendo das tribos. Tem o pequeno Camboja, o gueto, a ‘branquelândia’ e nós do sul da fronteira, ou pequena tihuana. As coisas são assim e todo mundo sabe. O negocio é esse: uma tribo tentando se apossar do território do outro e tomar o que não é dela.”


Ontem (28/03) Eu revi um filme que tinha assistido a um tempo atrás, o “Escritores da Liberdade”. É muito interessante quando se assiste ou lê algo outra vez porque nos dá uma certa riqueza de detalhes que não foi possível apenas no primeiro contato. E foi o que esse filme me causou. Eu sabia que era interessante, mas pude ter uma visão mais profunda sobre o assunto.

O filme é uma história real, que se passa em Los Angeles em 1992, e retrata a vida de adolescentes que convivem diariamente com o crime, com as guerras entre gangues e principalmente com a discriminação racial. Alunos de diferentes etnias, como sulamericanos, asiáticos e negros, tem uma guerra travada entre suas culturas, uma guerra que nem se quer sabem o motivo, é apenas tradição. Mas essa situação é revertida quando a professora Erin Gruwell (Hilary Swank) começa a dar aula pra esses adolescentes, usando um método diferente e sem apoio nenhum do restante do corpo docente, ela faz com que eles percebam o que tem em comum. Até então eles eram privados desse conhecimento e dessa possibilidade de poder pensar na situação, e ver o que estava errado. E fazendo isso eles puderam mostrar que eram sim capazes de mudar o rumo de suas vidas.

O filme é espetacular, e só assistindo mesmo pra se ter uma ideia completa do que é, porque é realmente um assunto muito amplo. A minha única decepção com a história foi que a senhora G, como era tratada pelos alunos, ao invés de permitir que os alunos continuassem sozinhos, pois ela só poderia dar aulas até o 2º ano, ela lutou pra conseguir continuar com eles até a formatura. Se ela os preparou, eles seriam capazes de continuar, ela não vai estar presente com eles pra sempre, era a hora de mostrar que eles podiam colocar essa experiência em prática. Mas fora isso a abordagem do filme além de muito interessante, é essencial. Recomendo que todos assistam, e eu acho que deveria ser obrigatório nas escolas.

Situações desse tipo são comuns todos os dias. Pessoas que se envolvem com o crime e com drogas, não tem oportunidade de se regenerar porque não encontram apoio, porque é uma parte que a sociedade rejeita, não aceita como igual e por isso piora cada vez mais. Discriminações raciais, étnicas e culturais acontecem na nossa frente e ninguém liga, porque é normal. Todos relevam porque é uma tradição, mesmo não sabendo o porquê dessa situação, as pessoas tratam como se fosse necessário, “faz parte”.

Não precisa ser assim. Mas a ignorância e a falta de interesse por mudar faz com que permaneça dessa forma, porque é cômodo, até o dia em que acontecer com você.

 

 

Por Rai Samara

Continue lendo

Minha Garrafa, Minha vida

18 mar

Quer economizar na construção da sua casa?

Que tal substituir os tijolos por garrafas pet?

Pois é!!! Alguém teve essa ideia. Além de economizar ainda contribuiu com o meio ambiente.

Mas eu não vou explicar, vejam vocês mesmos as fotos de como foi o processo dessa construção:

 

 

Se essa moda pega, heim!?

É uma ideia que deveria ser levada em consideração.

E o planeta agradece… 🙂

 

 

Por Rai Samara

(via e-mail)

Internet-se

15 mar

Vocês já devem ter percebido que nós sempre trazemos novidades de redes sociais aqui no blog.

A nossa intenção é mostrar que a internet é muito mais do que a “rosquinha rosa”. Tem muita coisa legal, interessante e útil pra se fazer na rede.

Vamos citar algumas:

Backupr

O Backupr.me salva todas as informações que você posta nas redes sociais. É uma ferramenta muito útil, pois se ocorrer algum problema com a sua conta você não precisa se reocupar em recuperar todas as informações, pois já estarão salvas no Backupr.

E se você tem um blog, também pode salvar todos os posts usando o Blog Backupr. Funciona com qualquer blog.

 

Subjot

A Subjot é uma rede social nova, para participar você precisa receber o convite.

O interessante da rede é que você terá todo o conteúdo personalizado com assuntos de seu interesse, nada de receber informações que não sejam do seu gosto.

Como diz na própria descrição do site: “As redes sociais podem ser esmagadoras. Subjot fornece apenas as coisas que você quer ver.”

Vale a pena participar! E é claro, pra que possam ingressar na rede, inscrevam seu e-mail para receber o >CONVITE < 😉

 

Um blog muito legal também é o Tecla Sap.

No Tecla Sap você encontra várias dicas, vocabulários e traduções pra se aprender inglês de uma forma mais prática e divertida.

O blog traz expressões do nosso dia a dia, coisa que não aprendemos nos cursinhos, gírias, piadas e traduções de expressões em inglês que usamos no nosso vocabulário diário como: Indie, Hype, fake, entre outras.

É muito interessante e divertido.

Também voltado ao inglês, temos o site da exposição “Evolving English” .

A exposição mostra as raízes do Inglês Antigo, gírias, dicionários, manuscritos medievais, propagandas e jornais de todo o mundo, textos, dialeto, gravações de som, as influências sociais, culturais e históricas sobre o idioma Inglês … e ver como ele ainda está evoluindo.

Como não teremos acesso a exposição, pois ela fica na Biblioteca Britânica no Museum Mile, em Londres, podemos aproveitar o site para conhecer um pouco sobre a exposição e a língua inglesa e também escutar a pronúncia de algumas palavras gravadas por pessoas do mundo inteiro.

Visite o site Envolvin English

É muito importante conhecer e pronunciar bem outro idioma, pra no caso de viagens, não termos nenhum problema na comunicação como nosso o famoso “The Italian Man Who Went To Malta” :

 

Se você quer conhecer mais redes, acesse a lista de redes sociais, algumas já conhecidas, disponível na Wikipedia. >>Lista em ordem alfabética<<


Saiam da rotina, frequentem novas redes e acessem nosso blog!!!


Por Rai Samara

Cotidiano #4

10 mar

“Rai por que você não atualizou o blog esses dias?”

Para as pessoas que me fizeram essa pergunta a semana inteira: EU NÃO SEI!!!

Eu fiquei completamente desatualizada e sem ter o que escrever. Acontece nos melhores blogs… e aqui também.

Mas, eu vi umas coisas que não me renderam um post, então vou colocar tudo junto e misturado nesse aqui mesmo.

 

 

Teve um carinha que resolveu publicar um livro com todas as páginas em branco.

Sério!!!

E o pior é que é sucesso de vendas na Inglaterra, superando livros como: Harry Potter e a Ordem da Fênix(J K Rowling) e O Código da Vinci(Dan Brown). O título desse livro com 200 páginas TOTALMENTE em branco é “O Que Todo Homem Pensa Além de Sexo”.

Preciso falar mais nada, não é!?

 

 

———————————————————————————————-

Teve também o novo aplicativo do Facebook que detecta possibilidades de suicídio. Através de mensagens, fotos e citações o aplicativo reconhece possíveis problemas e aciona especialistas que vão atrás dessas pessoas que podem estar precisando de ajuda.

Então, cuidado pessoas EMOtivas! Um psiquiatra pode bater na sua porta a qualquer momento.

Não está disponível paro o Brasil. Ainda…

 

———————————————————————————————

A alguns dias atrás, aconteceu um acidente aqui no DF que foi tipo uma cena do filme “Premonição”. Eu fiquei pasma!!!

Uma pedra caiu de um viaduto e atingiu um homem que estava no banco do carona de um carro que passava na pista de baixo. A pedra com 2Kg caiu da altura de 9 metros numa velocidade de 20 Km/h, o carro vinha a uma velocidade de 50 ou 80 Km/h que fez com que a pedra atingisse o carro com uma força de 200 km/h (gênios da física me corrijam). IM-PRES-SI-O-NAN-TE!!!

Não preciso dizer que o cara morreu na hora!!!

 

———————————————————————————————

Eu também andei vasculhando uns Fóruns por aí e encontrei umas coisas bem interessantes que as pessoas falam.

Eu separei 3 delas, porque eu esqueci de tirar o print das outras:

 

Eu sempre me fiz essa pergunta também. Por que não? Olha se deixarem alguém tirar a foto sorrindo vão começar a fazer biquinho também, sinais com a mão e vai virar bagunça. Então deixa como está.

 

 

Eu particularmente nunca fui, mas tem gente que adora passar as férias lá. Dizem que precisa de bastante “fumaça” pra isso, não é Bob Marley??

 

“Eu sugiro que você desista!”

Como é que a criatura quer se formar em Letras escrevendo “deçe geitu”??? E ainda por cima, procurando a monografia no Y!Respostas!?

Pede pra sair!!!

 

———————————————————————————————–

Bom, eu vi mais algumas coisas que não me lembro. Então por hoje é só.

Eu acho que essas informações ficaram meio confusas, mas se você lê esse blog é doido o bastante pra entender.

Quem quiser saber mais sobre alguma dessas informações é só jogar no Google.

 

 

Por Rai Samara

“E agora, quem poderá nos defender?”

4 mar

É muito comum que  jornais, sites e revistas cometam alguns erros que são reparados com pedidos de desculpas na próxima edição sem problema.

Pena que o jornal A Gazeta da cidade de São Bento do Sul não teve essa sorte.

O caso é que eles não tiveram apenas uma errata na publicação, mas cometeram uma enorme gafe. Uma mensagem de aniversário era pra ser transmitida na coluna social, e o editor colocou uma instrução ao lado da mensagem para que cortassem a foto e aparecesse apenas a senhora homenageada. Mas essa instrução não foi retirada, sendo assim publicada na coluna.

A instrução dizia: “Colocar só a VÉIA

 

 

(pausa pra rir…huahuahuahuahuahua colocar a véia!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkk ai meu del’z du céu hahahahahahahaha me acabei!!! uhauhauhauhuahuahuaha)



Eles publicaram o pedido de desculpas no outro dia, mas com certeza não tem palavras que reparem um constrangimento desses.

Por isso que a revisão é importante! Não prestou atenção e deu no que deu.

 

Tsc Tsc Tsc Coitado desse editor! Se las…

 

Por Rai Samara

“Impregnação Melódico-Cerebral”

2 mar

Carnaval chegando e junto com ele vem aquelas musiquinhas chatas que não vão desgrudar da sua cabeça por nada!

Infelizmente é verdade. Quanto mais uma música te pertuba mais ela fixa na sua mente, é impressionante!

Mas, contudo, porém, todavia, eeeeeeeeeeeeeeentretanto tudo tem uma solução.

Depois de árduas horas de estudos minuciosos (ah, vá) descobriu-se que, para se tirar uma música irritante da nossa cabeça, nada é melhor do que uma música mais irritante ainda!

BRILHANTE!!!

E para ajudar nesse tão complicado tratamento foram criados o Unhearit e o  Desescute, sites que trazem músicas tão “chicletes” que vão tirar qualquer axé em fração de segundos da sua mente.

Pode ser pior, mas pelo menos você vai poder decidir como sofrer!

Então corre lá e desgrude os hits carnavalescos do seu cérebro >>Unhearit.com / Desescute.com

 


Se não der certo você também pode seguir as dicas dadas pelo blog Malaguetas Extraordinárias, são cinco dicas caseiras do Pepper & Massachutes Institute of Bullshit Technology for Dummies que vão ser muito úteis tanto no carnaval, quanto em outras situações desse tipo (pelo menos é o que diz)

Dicas:

1. Sente em frente a TV, se aconchegue no sofá, coloque em um especial do Restart e tente aguentar por cinco minutos. A música será automaticamente conectada ao seu sistema nervoso substituindo a antiga ou você terá um ataque epilético com tantas cores em frente a TV. Em ambos os casos, o problema é resolvido. (ps.: também funciona com aquele clipe clássico que não podemos citar o nome – > PERIGO, ALTAMENTE GRUDÁVEL).

2. Tome oito goles de água de ponta cabeça, se passar mais de 24 horas com a mesma música na cabeça, você morre (minha avó daria essa dica).

3. Passe para o maior número de pessoas possível. Sabe seu vizinho de mesa? Ele serve bem. Tente provocá-lo com batucadinhas, cantarole, deixa o fone alto e cantarole mais. Poste em redes sociais, dê RT, compartilhe. Multiplique o número de pessoas que reclamarem por 24 horas dividido por dois e você terá em quanto tempo a música sai da sua cabeça.

4. Não adianta espernear, gritar, ficar irritado, etc. Quando ela atingir o pico em que só aquele trecho e sample específico grudam e você não consegue lembrar o resto da música, é melhor ficar preocupado. Tente todas as alternativas anteriores juntas.

5. Vá até um McDonalds e peça um Tasty, uma batata grande, uma coca grande, uma tortinha, um Chicken jr, ajude as crianças com câncer e peça para comer no restaurante, sente e espere. Um dos grandes hits da Rádio Mc vai fazer a lavagem cerebral por você ou a quantidade de gordura vai entupir suas artérias de uma forma que você não consiga pensar por alguns instantes. Resolvido.

 

Via Malaguetas Blog

 

 

Por Rai Samara


Blaving: A rede social de voz

26 fev

2 minutos pra falar ou 140 caracteres pra escrever?

Baseado na idéia de que “Falar é muito mais fácil que escrever”, a PMovil criou uma nova rede social que permite aos usuários compartilharem o que pensam através de mensagens de voz.

A rede se chama Blaving, não tem um significado específico para a palavra, mas vem da expressão “Blá-blá-blá” , falar muito. O Blaving tem praticamente as mesmas característica do Twitter, pois também é possível seguir os outros usuários, ou ser seguido, escolher seus favoritos, compartilhar usuários, entre outras funções.

Você pode acessar a rede tanto do seu computador, quanto do celular usando aplicativos para smartphones (iPhone, aparelhos com Android, BlackBerry ou com uso de Java). Basta acessar, escolher a opção gravar e pronto: você tem 2 minutos pra falar.

Se você gostou da novidade acesse o site da rede e experimente soltar a voz na WEB!!!  >> www.blaving.com <<

 

 

 

 

**Só pra constar: isso NÃO é um Publieditorial!!!**

Por Rai Samara

Cada doido com suas manias

23 fev

Uma Britânica precisa de 1.000.000 de contatos no Facebook para se casar!

One in a million: Kelly Coxhead and Paul Mappelthorpe at home in Swindon (SWNS)

O caso é o seguinte:

Kelly Coxhead e Paul Mappelthorpe  moram em Swindon, Inglaterra, e estão noivos há 10 anos. Em todo esse tempo Kelly tem tentado convencer Paul a se casar.

Eles tinham uma data definida para o ano passado, mas o pai de Paul faleceu e eles tiveram que adiar a data.

Depois de adiar várias vezes, ele decidiu que se casaria com ela desde que que ela conseguisse 1.000.000 (um milhão) de amigos em seu perfil do Facebook. Para conseguir ajuda ela criou um grupo chamado “‘I Need 1 Million People To Join For Paul To Marry Me C’mon Guys Help Me“.

Ele diz que “Quando a gente pensa que há 67 bilhões pessoas no mundo, é menos que 0.1%. Eu gosto de um desafio e eu gosto da idéia de fixar um desafio para ela. Terá algo para fazer no Facebook.”

A data está marcada para o dia 11/11/2011, se ela conseguir esse número de contatos até lá, ela finalmente conseguirá se casar e viver feliz para sempre!!!

 

 

 

 

 

Considerações a serem tomadas:

1- Por quê?

2- O cara vai se casar com a mulher ou com os contatos dela?

3- Ou essa mulher é muito burra de aceitar isso e não dar um “pé na bunda” desse cara que tá se fazendo de doido, ou eles querem se aparecer. Só pode!!!

4 e última:

POR QUÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ???????

Textos originais: AQUI e AQUI

Por Rai Samara

Essa música é uma droga!!!

23 fev

Você já ouviu falar sobre “drogas digitais”!?! Eu também nunca tinha escutado.

Essas chamadas “drogas digitais” são músicas ou efeitos sonoros em formato MP3 que podem alterar o estado de uma pessoa. Elas, supostamente, provocam o mesmo efeito causado por drogas como a maconha, o LSD ou ópio.

Essas sensações são dadas através das batidas, zumbidos e das imagens psicodélicas que geralmente acompanham os arquivos. Um jornal americano publicou em 2008 sobre essas drogas alertando o perigo que elas causam, desde então começaram a surgir comentários de pessoas que diziam ter tido alucinações após ouvir músicas.

Mas não há evidencias científicas nem laudos médicos que comprovem que essas músicas realmente tenham efeito sobre a mente das pessoas, já que não há substâncias químicas nem efeitos evidentes.

 

Veja algumas características dessas músicas que podem mexer com o estado mental das pessoas:

MELODIA DO TRANSE
Os cientistas dizem que as drogas digitais são baseadas nas chamadas batidas ou sons binaurais, dois tons em frequência aproximada, mas diferentes entre si, descobertos em 1839. O que acontece é que essas batidas seriam capazes de sincronizar as ondas cerebrais, supostamente alterando o estado da mente

SÓ COM TREINO
As drogas digitais não podem ser confundidas com as drogas reais, que alteram a consciência por causa da ação de substâncias químicas. Para viajar com a música e entrar em transe, é preciso certo treino e autossugestão – o que acontece quando se usam sons para meditar, por exemplo

CANTOS E BATUQUES
Não é de hoje que sons são usados para alterar a consciência das pessoas. Em sociedades primitivas, o rufar dos tambores e o entoar de cânticos influenciavam o estado mental e o comportamento das pessoas durante sacrifícios rituais. A repetição de sons, como os mantras indianos, pode levar a um elevado nível de concentração

NA MIRA DA POLÍCIA
As ciberdrogas causaram alvoroço nos Estados Unidos em meados deste ano depois que a Secretaria de Narcóticos do estado de Oklahoma declarou que elas poderiam induzir ao consumo de drogas reais. Algumas escolas americanas até baniram o uso de iPods para evitar que seus alunos “se entorpecessem”

 

Texto original: Mundo Estranho

 

 

Por Rai Samara